5 dicas para entrevista de emprego | Aldeia | Movimento de Realizadores

Já imaginou “entrevistar o entrevistador” e descobrir todos os segredos para arrasar em um processo seletivo? É isso que o Papo Recruiter faz: conversamos com headhunters para revelar dicas práticas para te preparar para qualquer entrevista de emprego.

Dessa vez, o bate-papo foi com os sócios Matheus Lenart e Luciana Moreira – fundadores da Human Potential, uma consultoria de recrutamento disruptiva e transparente. A ideia deles é desburocratizar e ser um aliado ao candidato. Por isso, eles toparam revelar esse passo-a-passo para te ajudar a conquistar Seu Próximo Trabalho Foda.

Para conferir o conteúdo completo, você também pode acessar o vídeo abaixo:

1 Seja ativo

Não espere as empresas abrirem vagas – crie suas próprias oportunidades. Mapeie empresas que atendem aos seus critérios pessoais e que sejam parecidas com seu perfil profissional, para criar uma lista de possíveis prospecções. Aí, é só chamar a ajuda do seu melhor amigo (Linkedin) e começar o networking. Importante: não foque somente nos profissionais de RH – tente conversar com os gestores da sua área de interesse. Outra dica legal é procurar empresas novas (que ainda não possuem processos de recrutamento claro), pois assim fica mais fácil de você conseguir “aparecer para a pessoa certa na hora certa”.

2 Na entrevista, use exemplos práticos

Sabe aquela pergunta infame sobre seus “defeitos e qualidades”? Muitos candidatos não sabem responder à elas sem ficar no prejuízo ou parecerem prepotentes. Matheus Lenart acredita que a melhor maneira de sair dessa saia justa é: use exemplos práticos. A ideia é dar credibilidade ao que está sendo dito. Para suas qualidades, não diga que você é criativo – demonstre de que maneira você foi criativo no passado – e quais foram os resultados dessa sua atitude. Para seus defeitos, seja humilde. Conte algum problema que você teve no seu passado e qual método usou para resolvê-lo.

3 Preste atenção nas sutilezas e faça raport

Recrutadores também são seres humanos – e eles precisam de conexão. Por isso, uma dica é você pesquisar sobre seu entrevistador antes, para saber o que falar naqueles momentos de “conversa fora” – mas que são tão importantes quanto a entrevista em si. Isto, pois, além de querer saber seu conhecimento técnico, o entrevistador estará avaliando seu comportamento. Para isso, ele utiliza os assuntos que geralmente não tem relação com trabalho: quais esportes você pratica, como são suas amizades, o que você gosta de fazer, etc. Entenda que são os detalhes subjetivos que fazem um recrutador gostar de você. Então, use isso ao seu favor!

4 Foque em conhecimentos do dia-a-dia

Atualmente, as graduações perderam seu peso na hora da decisão. Claro, ter uma faculdade em seu currículo é importante – mas já não é essencial. Isso por que os cursos de graduação ensinam muita teoria, e o mercado de trabalho pede muito mais prática. Por isso, foque em desenvolver suas habilidades e competências práticas. Além disso, os recrutadores vêm com bons olhos quem se atualiza, afinal, o que você aprende ao longo de sua carreira vale mais do que sua formação. Uma dica para isso são os cursos rápidos, como os da Aldeia, que ensinam técnicas e ferramentas do dia-a-dia de profissionais.

5 Desenvolva sua auto-estima profissional

Como já dissemos, os recrutadores buscam conhecer o profissional pelas entrelinhas. O pessoal da Human Potential acredita que um candidato forte é aquele que está bem preparado emocionalmente. Por isso, olhe para dentro, entenda a sua jornada e valorize a sua bagagem.

Curtiu essas dicas? Então fique ligado, pois o Papo Recruiter acontece sempre por aqui! Você receber todas as novidades fazendo parte dos Queridinhos da Aldeia. Inscreva-se aqui.